JARDINS

Exposição de Fran Favero

Curadoria: Juliana Crispe

 

A série de fotomontagens Jardins, de Fran Favero, parte de apropriações de imagens encontradas pela artista em feiras de antiguidades na cidade de São Paulo, durante a residência artística Intercambiável Floripa.SP, na Casinha #3, em 2017. Seguindo a linha da série Camouflage, exposta pela artista em sua primeira individual, em 2016, a artista cria fotomontagens a partir destas imagens a fim de questionar a representação historicamente e culturalmente imposta ao corpo feminino – as poses, os comportamentos e as vestimentas específicas, mas também os espaços que são constantemente associados a esse corpo: espaços restritos, contidos, domesticados.

 

Nas fotografias há uma evidente e recorrente aproximação entre o corpo feminino e a natureza, em imagens de mulheres posando nos jardins de suas casas, a fronteira última do espaço doméstico, do limite entre público e privado. A noção de jardim apresenta inúmeras camadas de significado na cultura ocidental, com frequência enfatizando a relação entre natureza e feminino em suas conotações mais romantizadas. Da mesma maneira que o corpo feminino carrega em si uma série de clichês e restrições a espaços e funções específicas e culturalmente sedimentadas, a natureza no jardim também é construída, camada sobre camada, cuidadosamente desenhada com conceitos e formalismos para criar um espaço agradável e seguro. Nada de selvagem cabe ali, nem para o jardim, nem para a figura feminina que posa ao lado dele. As fotomontagens subvertem as narrativas de segurança e beleza da domesticidade, inserindo camadas de estranhamento a essas representações.

01 - jardins-mulher artista.jpg
03 - jardins-mulher artista.jpg
04 - jardins-mulher artista.jpg
05 - jardins-mulher artista.jpg

Jardins (série), 2018.

Fotomontagem e apropriação.

Pigmento mineral sobre papel algodão.

45 x 30cm.

Sobre a artista:

​Fran Favero é artista visual, curadora, professora e pesquisadora. É mestra e graduada em Artes Visuais pela UDESC, com intercâmbio para a UQAM, em Montreal. Como artista e curadora dedica-se a pesquisar as relações de fronteira que permeiam territórios, corpos e memórias, atuando no campo dos multimeios. Entre as principais exposições estão What’s going on in Brazil, Les Rencontres de la Photographie d’Arles, França, 2019; Antípodas Contemporâneas, 13a Bienal Internacional de Curitiba, 2017; Confluências: arte em intercâmbio, Sesc Interlagos/SP, 2017; e as exposições individuais Ninguém consegue segurar o ar, 14a Bienal Internacional de Curitiba, MASC/SC, 2019 e Y/Rembe’y, Museu Victor Meirelles/SC, 2016. Atualmente é professora colaboradora do Departamento de Artes Visuais da UDESC, integrante da equipe do Projeto Armazém – exposições e feiras de múltiplos e publicações de artista e vice-diretora da ONG Observatório Nacional da Cultura (ONC).

Essa exposição faz parte do evento MULHER ARTISTA RESISTE – 2ª edição

 

JARDINS

Artista: Fran Favero

Curadoria: Juliana Crispe

Produção Cultural das exposições em Artes Visuais: Lorena Galery

 

Realização: Espaço Cultural Armazém - Coletivo Elza

Coordenação Geral: Gika Voigt, Juliana Crispe e Virgína Vianna

Organização Coletiva e curadoria compartilhada: Grupo de Trabalho MULHER ARTISTA RESISTE

Apoio: Abrasabarca, Coletivo Compor, Gandaia Films, Mulamba, Potlach Editora e Grupo Articulações Poéticas

Produção: Gika Voigt Produz

Vinheta: Gandaia Films (com música da banda Mulamba)

Equipe técnica: Gika Voigt e Marianella Colucci

Equipe de comunicação: Gika Voigt, Juliana Ben, Juliana Crispe, Lorena Galery, Marianella Colucci  e Virgína Vianna